Abobrinhas Prontas

Abobrinhas Prontas

sábado, 9 de abril de 2011

Metrô

A proposta deste post vai ser tratar do Metrô no próprio. O que a falta do que fazer não faz com uma pessoa...
Todos os dias milhares de pessoas atravessam a cidade para ir ao local de trabalho, de estudo, ou seja lá o que for, e para isso precisam de transporte (público ou não). O trânsito de sampa é comummente abordado, mas se há algo que eu ainda não vi nas novelas é a Estação da Sé as seis. Os sentidos mais lotados no horário da manhã são o Itaquera>Barra-Funda e Tucuruvi>Jabaquara. Me pergunto, se há mais pessoas na região leste e norte da cidade, e a sociedade está tão preocupada com o tráfego e o cumprimento de horários, porque não criar mais postos de trabalho e centros educacionais nas zonas mais populosas? Se a taxa do ônibus não para de subir, porque 60% da frota não circula? São coisas que estão tão erradas, mas tão embutidas no nosso cotidiano que nos acostumamos e achamos que não há saída.
A verdade é que tenho um monte de perguntas que não vão ser respondidas, ou que tem uma resposta desagradável. Triste.
Boa Noite a todos!
Tamires

Nenhum comentário:

Postar um comentário