Abobrinhas Prontas

Abobrinhas Prontas

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Você tem sede de quê?

Acho que vocês já ouviram pelo menos uma vez essa música: Comida.

Eu avalio que tal música infelizmente seja bem atual, demonstra o sistema falho de governo, que cala a nossa boca com bolsas miséria. Francamente, o país que tem a maior taxa de juros do mundo, (fato admitido no debate dos candidatos à presidência do país na RedeTv! ) jamais poderia se sujeitar a uma ofensa como bolsas para encobrir a falta de organização social que o Brasil tem passado a muitos anos. Porém, ao que tudo indica, as opiniões do povo são a favor dessa baixaria.
Concordo que é errado tentar vencer as eleições no tapetão, mas manter o regime de vergonha em relações internacionais e alienar cada vez mais a população não é o que chamo de correto.

Quanto à alienação, julguem vocês mesmos > http://www.estadao.com.br/pages/especiais/sobcensura/
O Jornal O Estado de S. Paulo está censurado a mais de um ano!
A lei garante a liberdade de expressão, no entanto.
CAPÍTULO V


DA COMUNICAÇÃO SOCIAL

Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.

§ 1º - Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5º, IV, V, X, XIII e XIV.

§ 2º - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.

.....
Esse é um trecho da nossa constituição, vocês podem confirmar no site do Ministério da Cultura:
http://www.cultura.gov.br/site/categoria/legislacao/constituicao-federal/
 
O que estou publicando agora demonstra as minhas opiniões políticas, fora isso (a partir do terceiro parágrafo), tem o objetivo de informar por meio de fontes seguras que "Há algo de podre no Reino do Brasil"
 
Espero que tenha ajudado a abrir os seus olhos!
beeijos
Boa Noite!
Tamires

Nenhum comentário:

Postar um comentário